“Temos que aceitar as mudanças, temos que concordar com o novo, temos que seguir o ritmo quando o mundo girar”
(via washed-by-blood)






“Ele me completa. Cara, ele me irrita pra caralho, me irrita de todos os jeitos possíveis e impossíveis mas é o único que consegue me fazer tão feliz. Quando a gente briga, ele fica quieto na dele e não fala comigo até eu pedir desculpas, porque o orgulho é maior que tudo e eu odeio isso porque no fundo também sou orgulhosa, as vezes nem peço desculpas porque sei que eu to certa e ele errado, só que ele é o cara errado de um jeito todo certo pra mim. Odeio quando ele fala de jogo, ou quando está assistindo e não me da atenção e ás vezes ele faz isso de propósito só porque sabe que eu não gosto. Xingo ele de tudo quanto é palavrão existente nesse mundo, o chamo de infeliz, grosseiro, idiota, filho da puta, imbecil… mas ele é o único infeliz que consegue me fazer feliz e eu amo cada pedacinho dele. Ele tem uma melhor amiga, o que é normal, também tenho melhor amigo e melhor amiga mas puta que pariu velho, morro de ciúmes quando vejo os dois juntos, porque ela é tudo o que eu não sou, é bonita, inteligente, tem covinhas no rosto e um estilo que toda garota desejaria ter, e quando brigo com ele por causa dela, ele ri. Diz que eu sou uma boba e que ele nunca me trocaria por ela, porque pra ele não existe ninguém melhor que eu. Clichê eu sei. Não acredito muito nele mas o amo tanto que faço esse sacrifício aceito sua amiga por mais linda que ela seja. Adoro quando ele sorri pra mim, chego a suspirar pois a felicidade dele é a minha também e porra me sinto destroçada por dentro quando vejo ele sofrendo ou pior, quando faço ele sofrer. Eu daria a minha vida por aquele idiota, eu faria loucuras só pra arrancar um sorriso dele, é com ele que eu imagino a minha vida e sem ele seria como procurar água em um deserto. Seria algo quase impossível, desesperançoso e desanimador… Passamos tanto tempo procurando alguém pra dividir uma vida, um amor e quando encontramos nos sentimos tão bem não é? Porra quando eu penso que posso perder ele quase choro. Esses dias convenci ele a me ensinar a dirigir, então ele pediu o carro de um primo dele emprestado e eu acidentalmente bati em um poste, ele começou a gritar comigo e eu com ele, nos xingamos e quando eu disse que iria embora ele me segurou pelo braço e disse “você não vai, acabou de destruir o carro e vai sair assim?” fiquei com tanta raiva, mas tanta raiva nessa hora que começamos uma discussão mas ele sabia que estava errado e me agarrou, me dando um beijo daqueles que deixam sem ar. E a raiva passou, assim, do nada. A gente vive se desentendendo, nós nos xingamos mesmo sabe? odeio ele e ao mesmo tempo o amo, é confuso assim mesmo. Mas por mais que tudo isso seja irritante, que me encha de raiva, por mais que ele seja o canalha mais desgraçado do mundo eu sou louca por aquele homem entende? Ele chegou na minha vida de repente, balançou, estremeceu tudo como um terremoto e já destruiu minha vida e meu coração diversas vezes mas eu sou louca por aquele homem. E caralho, eu me sinto uma idiota falando tudo isso mas só pra deixar bem claro… não tem sensação melhor do que a que sinto quando ele me abraça forte nos momentos que eu mais preciso, do que sentir o calor do corpo dele junto ao meu na nossa “saliência”, nos desentendemos em tudo e nos completamos ao mesmo tempo de uma maneira que quem está de fora não consegue entender. Eu me perco nele e me perco com ele mas eu adoro isso, pois no final sempre nos encontramos.”
De um jeito que ninguém entende… (via ressonancias)

Vai dar unfullow na casa do caralho, porra _|_


E eu não sei o que fazer com tanto amor aqui dentro.